quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Uma tese é uma tese...

Sabe tese, de faculdade? Aquela que defendem? Com unhas e dentes? É dessa tese que eu estou falando. Você deve conhecer pelo menos uma pessoa que já defendeu uma tese.[...] As teses são todas maravilhosas. Em tese. Você acompanha uma pessoa meses, anos, séculos, defendendo uma tese.
[...] Escrever uma tese é quase um voto de pobreza que a pessoa se autodecreta. O mundo pára, o dinheiro entra apertado, o marido que se vire. Estou acabando a tese. Essa frase significa que a pessoa vai sair do mundo. Não por alguns dias, mas anos. Tem gente que nunca mais volta. E, depois de terminada a tese, tem a revisão da tese, depois tem a defesa da tese. E, depois da defesa, tem a publicação. E, é claro, intelectual que se preze, logo em seguida embarca noutra tese.
UMA TESE É UMA TESE (Mário Prata, 1998).

Preparando o anteprojeto da futura tese, pra poder enlouquecer escrevendo a dita cuja, hahaaha
Torçam por mim!

Um comentário:

roseane disse...

Se depender de torcida todas as suas teses estão provadas, aprovadas, publicadas, referendadas, admiradas e recomendadas por toda a academia do universo. Beijo grande, força, coragem e sucesso!... Com saudades,
Roseane