domingo, 20 de setembro de 2009

Vestido de noiva

Após meses de encontros e ensaios, O Grupo de Teatro da Aliança Francesa estreou 'Vestido de noiva', texto de Nelson Rodrigues (o mestre!) e direção de Taveira Jr.
Pois é, apesar de todo stress que faz parte de uma montagem, mais um trabalho realizado. E que trabalho!! A peça realmente foi maravilhosa - não é para menos, sinto muito orgulho e afeto em fazer parte de um elenco tão dedicado, afetuoso, talentoso, generoso... a gente realmente 'deu o sangue' para que 'Vestido' acontecesse, que fosse o sucesso que foi.
E agora que terminou fica a melancolia por termos que nos desprender de nossos personagens, por não ter o contato com os colegas diário... mas também o orgulho por ter feito um bom trabalho. Isso me faz feliz.
Que todos nós continuemos a acreditar e investir no teatro, com dedicação, pesquisas e talento. E que (principalmente) que a gente cresça enquanto seres humanos diariamente, porque como atores e atrizes será consequência de toda essa dedicação :)
Muita merda pra gente!

8 comentários:

Washington Machado disse...

Sim. Depois de tempos longos de trabalho árduo (e como foi ardilos mesmo elaborar este trabalho)conseguimos o feito da melhor maneira de se fazer teatro, fomos aplaudidos. Ainda mais a obra sendo de Nelson Rodrigues não poderia deixar de sermos aplaudidos mesmo. Mas confeço que fomos dígnos desse bater de mãos ardentes de uma plateia que brilhava os olhos ao assistir. Somos artísta, não tenho dúvidas. Mas o teatro é efémero, ternima como tudo que é bom na vida, como até mesmo as noites de núpcias e a nossa própria existencia. Mas, acredito, nada que fizemos aqui 'morrerá ali' senão tiver entranhado dentro nós e dos que puderam comtemplar com os seus sentidos. Viva o teatro!!! aplausos à todos.

washington machado.

lynne disse...

Valeu todo o trabalho e todos os gritos recebidos, vocês arrasaram! :D
Mas a melhor apresentação foi a última, teve um "brilho" especial.
Huhshsuahsuahushuahusahushuah...

cinee teatro(comentários sobre filmes e teatro) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
André disse...

fiquei feliz com o resultado sim e muito.Foi uma aventura e deu tudo certo.Que venham mais

Morgana disse...

Foi um prazer fazer essa peça, principalmente ao lado de pessoas tão especiais como você.
Apesar de todos os pesares, mágoas ou ressentimentos, sinto que todos nós crescemos e amadurecemos como atores e além disso.
Foi uma experiência maravilhosa. Sentirei imensas saudades.

roseane disse...

...Que dificuldade em deixar ela ir embora!...Clessi!...e quem disse que ela quer ir???!!!!Sem dúvida Nelson Rodrigues sabia do que falava. Entendia o que escrevia...E na verdade,ela nem precisa ir, vai ficar um pouquinho dela fazendo companhia a todos os outros personagens que a gente vai tentando dar vida.Mas o que precisa ir, e bem rapidinho, é a tristeza, a saudade, a vontade de chorar. Porque a gente se apega tanto as pessoas nessa convivência intensa e fugaz que de repente quando acaba doi demais...Saudade doi quase fisicamente... Mas fica o afeto, a lembrança, o privilégio de ter conhecido todos vocês desse elenco tão especial.Fica a enorme alegria que só conhece quem se atreve a pisar num palco e se abrir para a avalanche de sentimentos e emoções que são seus, são dos colegas, são dos autores e de suas criações.Obrigada a cada um de vocês. Foi um prazer cada ensaio,cada apresentação. Mesmo os momentos tumultuados...faz parte...Obrigada mesmo! Que pessoas lindas que vocês são!Que nós somos! "E o brilho especial" a que Lynne se refere, é nosso...vem da alma!
Roseane Tachlitsky

Antônio disse...

Desde quando conheci o trabalho do grupo de teatro da Aliança Francesa, tenho gostado muito dos resultados... e que textos eu os vi encenar: o primeiro um Moliere "As Eruditas", o último um Nelson "Vestido de Noiva". O grupo está de PARABÉNS e me deixando curioso para ver o próximo espetáculo.

André lombardi disse...

Esse grupo da aliança para mim se reveste de um momento único e especial.Quando entrei para fazer uma substituição não podia imaginar que faria amizades dureadoras e,acima de tudo Um grupo que se ama.Nunca me esquecerei das montagens das Eruditas,de ver as pessoas felizes pelo brilho das outras,alegres porque uma cena saiu bonita torcendo uma pelas outras e não contra como infelizmente é o clima teatral aqui em Recife.Vestido de noiva pelo grupo da aliança reflete mais uma vez esse amor das pessoas,uma pelas outras,apesar dos imensos problemas,o espetáculo saiu em um nivel aceitável de interpretação e me deu muita felicidade e a certeza de que este grupo é um ato de amor